quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Meu "meu" .

Finalmente, tudo está como eu sempre quis, como sempre sonhei.
Eu esperei tanto por um alguém que fosse meu, não só no sentido de me pertencer, mas de ser meu em tudo, meu amigo, meu parceiro, meu cúmplice perfeito, meu amor, minha vida, enfim, meu, assim desse jeitinho que você é. É amor, demorou um pouco, não foi de primeira e eu confesso que por algumas vezes pensei ter encontrado esse "meu alguém" , eu iludia a mim mesma, tentava me enganar fingindo que aquilo era o que eu realmente queria e que sempre tinha esperado, mas não dava, dia mais ou dia menos eu abria os olhos e via que era só mais um, que eu tava enganada e consequentemente deixava esse alguém... Foi assim, por algum tempo, por um tempo que eu não quero esquecer, eu preciso lembrar de todos esses outros, não porque eu goste deles ou coisa parecida, é só porque lembrando como eles foram comigo e como você é eu te dou muito mais valor, porque sei que nunca irei encontrar outro alguém como você. Você é o único em que eu posso apostar todas as minhas fichas, que eu sempre posso confiar, e é por isso que eu acredito no nosso amor, pela pessoa que você é pra mim, por tudo que você fez e faz, pelo amor que você me dá, por a vida que você me fez ver com outros olhos.
Meu "meu" , eu te amo tanto, faço qualquer coisa por nós dois, qualquer coisa mesmo, pois nada é tão importante quanto você, quanto nosso amor, pra sempre serei suas e peço a Deus que você pra sempre seja meu.

I love you so much s2

9 comentários:

R. Leroux disse...

Bem profundo, gostei bastante... Abraços

Marionete Sagaz disse...

Não sou romântica e encaro as relações homem-mulher de forma mais objetiva. Considero o sentimento amor quando o casal passa a morar embaixo do mesmo teto, durante anos, conservando cumplicidade, respeito, amizade e atração física. Do contrário, defino como paixão... De qualquer forma, um belo texto.

Jéssica disse...

Que blog fofo e romântico, meus parabéns!!!
seguindo

http://www.ideias-esdruxulas.blogspot.com.br/

Guilherme Augusto disse...

E só tenho a lhe desejar um amor duradouro e feliz :)

Fernando disse...

Olá Nally
O romantismo é algo fascinante quando é vivido e gera textos muito bons como este. Quando passo por tantos blogs em que a decepção sobre o amor é sempre mais ecrita, gostei do que li aqui. É Uma esperança no amor né.

gde abrsss

Fernando

http://fernufilho.blogspot.com.br/

Trechosetextos disse...

Obrigada Pessoal!

Mary disse...

Que esse amor dure por muito tempo. Felicidades e parabéns pelo belo texto. Não curto muito o romantismo, mas acho lindo escrever e ler sobre o assunto. Um tanto contraditório, eu sei. Mas que posso fazer? Eu gosto haha :D

Beijos

http://minrareverdensm.blogspot.com.br

Mary disse...

Que lindo! Que vocês sejam muito, muito felizes. E que o "amor do inicio" nunca acabe!
Eu olhei alguns comentários, e vi que a Mary também é como eu. Não curte muito romantismo, mas acha lindo escrever e ler sobre o assunto. Todos tem um lado contraditório, não? E isso é o mais legal :}
Enfim, este é um belíssimo texto (ou devo chamar declaração? oO).
Ah, e obrigado pela visita em meu blog :D
Beijos :*

Mary disse...

UAU, PERAÍ, A MARY AQUI SOU EU? COMO EU NÃO PERCEBI KKKKKKK MORRI DE RIR DE MIM AGORA U_U Ignora o comentário :s Sorry!

Postar um comentário